Sobre Friday Night Lights

Esqueci de colocar aqui que comecei a escrever sobre a série para o Guia de Seriados.

Comentários sobre o episódio da semana passada

I <3 Sarah Connor

Desde o ano passo que eu penso em escrever aqui sobre Terminator: The Sarah Connor Chronicles, mas nunca deu certo. Não é uma série cheia de hype e glamour. Existe um ou outro apaixonado, mas não chega aos pés da adoração de coisas como “Heroes”, por exemplo.

Portanto, eu tomo pra mim o compromisso de fazer você mudar de idéia caso você ainda não esteja assistindo. Até porque, se você está assistindo a Heroes, qualquer coisa vai parecer um espetáculo televisivo. Acredite, Sarah Connor é muito legal. No meu caso, é a única série que eu ainda assisto na TV: de terça-feira, eu chego em casa da aula da pós-graduação, tomo um banho, arrumo alguma coisa pra comer e sento em frente da TV às 22:00. E toda vez eu me pego pensando: por que eu não faço isso com outras séries? Sim, assistir à Sarah Connor na TV me deixou com vontade de assistir séries na TV de novo, mas isso é um assunto pra outro post.
Continue lendo ‘I <3 Sarah Connor’

Para o Eric

Hoje, no fim da tarde, nós ficamos sabendo que o Eric, do Série Maníacos, não resistiu a um acidente de moto e faleceu. Eu sou terrível pra escrever coisas assim, realmente sérias, então só deixo meu recado pra dizer que estou muito, muito triste, mesmo que ele fosse apenas um amigo virtual. Ele era divertido, os textos dele eram engraçados e eu e ele claramente dividíamos o amor por séries de TV!

Vou rezar pra Deus dar algum conforto aos familiares e amigos e ao pessoal do SérieManíacos. E o Eric está em um lugar melhor com certeza!

Grey’s Anatomy: lições de como se tirar uma série da lama

Ano passado, eu odiava Grey’s Anatomy. Não consegui assistir a todos os episódios, tinha ódio do pouco que via e amaldiçoava o dia que Shonda Rhimes decidiu que o programa era só dela e ela podia fazer o que quisesse com ele. Porque, até a duas temporadas atrás, eu adorava Grey’s Anatomy. Sim, a Meredith é chata e neurótica e é um novelão clássico, mas era bem feito. Era bem escrito. Me fazia chorar.

Já tinha desistido da série quando me aconselharam a dar outra chance. Melhorou, meus amigos me disseram, melhorou de verdade. E eles estavam certos.

O jeito que essa nova temporada começou me dá a impressão de que a série tentou apagar a temporada passada da sua existência. Izzie e George nunca existiram. Enfermeira Rose nunca existiu. Lição n.1 para se recuperar de uma fase negra: não cutuque demais o que não deu certo, não tente consertar, finja que nunca aconteceu e siga em frente. Alguém pede pro pessoal de Heroes anotar isso, por favor.

Os episódios voltaram a ser engraçados, que era o que eu sentia falta no meio de todo aquele dramalhão. Pra mim, o sinal mais claro de que a série entrou nos eixos de novo foi o momento que a Meredith deixa um rim cair no chão no meio de um transplante e a Dr. Bailey grita sobre a “regra dos 5 segundos”. Depois, tudo dá certo. Na temporada passada, eles fariam com que a cirurgia desse errado, a Meredith levaria uma bronca de todas os seus superiores e um arco de três episódios especiais mostraria a luta de Meredith para sobreviver depois que ela tentasse tirar um rim DELA MESMA para compensar seu erro, com participações especiais de todos os personagens que já morreram na série. Vocês duvidam?

Basicamente, a série voltou ao seu começo de não se levar tão a sério. Pra mim, o que mais irritava nesse “período sombrio” era ver a tentativa desesperada de deixar a série mais relevante do que ela realmente é, criando uns conflitos bestas e umas estórias sem pé nem cabeça, tendo o romance da Izzie e do George como o grande exemplo: era desnecessário, surgiu do nada e ninguém entendeu.

É uma série sobre médicos que dormem uns com os outros. Não é primeira e nem vai ser a última. Mas voltou a ser super divertido!

Eye of the Tiger

Jensen Ackles, meu primeiro filho será batizado em sua homenagem. Seriously!

Friday Night Lights: quanto uma série pode te fazer chorar?

A resposta é: muito! Vou confessar que já tinha derramado algumas lágrimas por cortesia de Eric Taylor uma ou duas vezes. Espero que vocês não me julguem por isso, mas qualquer pessoa que já tenha assistido à série vai entender. A série é linda e, basicamente, honesta o suficiente pra fazer com que você chore sem se sentir mal. Por “honesta” eu quero dizer que quando um personagem precisa dizer algo que, em qualquer outra situação, pareceria brega ou sentimentalóide, ele diz sem pedir desculpas e você percebe que é de verdade. Ainda não descobri se é o texto ou se são os atores.
Continue lendo ‘Friday Night Lights: quanto uma série pode te fazer chorar?’

De onde a gente menos espera…

…é de onde não vem nada mesmo.

Assim como você, eu também vivo abismada com a capacidade dos canais pagos de TV de fazer tudo errado, na nossa humilde opinião. Ontem, o Teleseries soltou a nova grade da Warner e pasmem: eles continuam a fazer tudo errado!

A Warner tirou da sua grade de Novembro (data reservada para as estréias de temporadas e novas séries desde que o mundo é mundo quando se trata de séries) coisas como Supernatural, Chuck e Pushing Daisies. Para compensar, a Warner vai te dar 21 faixas de horário de filmes. Porque ninguém que tem Warner tem o Telecine ou a TNT, sabe como é…

Eles também vão continuar com as reprises de Friends. Como fã da série, que entende a obsessão do canal, eu imploro: parem de exibir Friends loucamente! Reservem um horário por dia, numa hora que não seja às 20:00! Já beira o insuportável!

Claro que eu sei que minhas reclamações não darão em nada. O público descontente com a programação, seja a dublagem da FOX ou seja essa grade maluca, é o público de internet, é uma revolta concentrada em comunidades do Orkut e blogs diversos. E sabe o que o público de internet faz? Downloads. Então acreditem quando eu digo: canais por assinatura não estão nem aí para o que eu ou você achamos. Eu vou até além pra dizer que eles estão plenamente conscientes de que, apesar da possibilidade de exibição das séries cortadas em 2009, todas serão devidamente assistidas assim que possível por quem estiver interessado.


Tvlicious

Quem? Eu. A Ju, oras.

Quer reclamar ou dizer as milhões de razões pelas quais eu sou o máximo? tvlicious@gmail.com

Twitter

Páginas

a

Parceiros

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Blog Teorias LOST

Numbers

  • 67,135 hits

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.