A terceira temporada de Supernatural até aqui

Pra quem proclama aos 4 ventos, como eu, ser super-fã de Supernatural, eu não faço comentários suficientes sobre a série, né? Mas vocês sabem como é: o tempo é curto e Supernatural tem se mantido na média, nem melhor nem pior que no ano passado.

Mas, recapitulando:

Episódio 2- The Kids Are Alright:esqueçam o título do episódio porque the kids are definetly NOT alright. Esse episódio deveria ser exibido em aulas de controle de natalidade porque nunca vi tanta criança estranha, esquisita, assustadora junta. Tem todo um blablabla sobre um possível filho de Dean, mas é só pra colocarem o Jensen Ackles ao lado de um moleque. Por acaso eu mencionei que as crianças nesse episódio são medonhas? Se você gosta mais do lado “filme de terror” da série, esse episódio é pra você. Se você é uma medrosa como eu, você vai passar metade do episódio de olhos fechados! Ah, antes que eu me esqueça: Ruby é um demônio e por algum motivo quer ajudar Sam.


Episódio 3- Bad Day at Black Rock
: episódio “comédia”, feito pra aproveitar esse lado dos dois protagonistas e eles o fazem muito bem. Sam e Dean vão atrás de um pé-de-coelho amaldiçoado que era guardado pelo Pappa Winchester e que foi roubado. O amuleto traz sorte incrível para quem o segura mas, se a pessoa perde o trequinho, toda sua sorte é revertida. Pausa para situações engraçadíssimas e Jared Padalecki fazendo uso de todo seu lado desengonçado, trazido pelos seus quase dois metros de altura. Bela, a outra protagonista feminina que quase explodiu a internet, também faz sua estréia e, pelo menos até agora, as duas meninas estão firmes em suas posições de antagonistas, e não de interesse amoroso. E a internet respira aliviada!

Episódio 4- Sin City: episódio chaaaaato. Basicamente envolve Dean e um demônio trancados em um porão discutindo coisas como fé, a natureza humana, a natureza demoníaca e o destino de Sam. ZZZZZZZZZZZ. A única coisa interessante foi saber que já que Dean matou o Demônio de Olhos Amarelos, os demônios à solta estão sem rumo e sem saber o que fazer, sem um líder. Sam deveria assumir essa posição, mas se negou. De resto, ZZZZZZZZZZZZZZZ.

Episódio 5- Bedtime Stories: um dos episódios com a premissa mais interessante até aqui. Crimes começam a ser cometidos à moda de certos contos de fada, como Três Porquinhos, Cinderella e João e Maria. Sempre é bom lembrar que os Contos de Fada originais eram super assustadores (eu nunca vou esquecer a velhinha que picou o João pra cozinhá-lo! Ugh!) e Supernatural fez um bom episódio nascer de uma idéia legal! O mais sensacional, no entanto, foi ver nosso queridinho Sammy, aquele que sempre é a voz da razão, quem sempre lembrava Dean que nem toda criatura sobrenatural é necessariamente malvada, nosso querido Sammy atirou no Demônio da Encruzilhada ( e na garota possuída pelo Demônio, interpretada aqui pela namorada de Jared Padalecki na vida real) sem hesitar, ao perceber que ela não poderia livrar o irmão do trato que foi feito. Sam, seus poderes zumbis estão começando a me assustar!

1 Response to “A terceira temporada de Supernatural até aqui”


  1. 1 Maria novembro 7, 2007 às 10:30 pm

    Eu adorei Sin City eu gosto dos episódios “filosoficos” de Supernatural.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Tvlicious

Quem? Eu. A Ju, oras.

Quer reclamar ou dizer as milhões de razões pelas quais eu sou o máximo? tvlicious@gmail.com

Twitter

Páginas

a

Parceiros

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Blog Teorias LOST

Numbers

  • 70,960 hits

%d blogueiros gostam disto: