Lost – 4X03 – “The Economist” e 4×04 – “Eggtown”

Super post de Lost (e eu sei que eu estou atrasadíssima!).

Sayid being his Awesome Self em The Economist

Ai, Sayid…Eu sempre tive a impressão que os responsáveis pela série não dão a devida atenção ao Sayid porque em absolutamente tudo que ele faz, ele é melhor que o Jack. Ele aparece 80% menos do que o “herói” chato da série, mas ainda é muito, muito melhor. E, Deus, que episódio legal!

Mais flashfowards e eu adoro como eles estão correndo para deixar claro quem são os Seis da Oceanic. Eles são espertos! Estebelecer logo quem está fora da ilha, além de satisfazer a curiosidade dos fãs mais ansiosos (e por fãs ansiosos eu quero dizer eu!), vai abrir espaço pra questões bem mais interessantes do que simplesmente “quem saiu da ilha?” Nós vamos querer saber “Como Fulano pôde deixar Beltrano pra trás?” e “Se eles voltaram, como o Beltrano vai reagir?”. Eu não sei quem são os Seis, tenho evitado spoilers nesse sentido, mas desconfio que os Responsáveis vão fazer questão de deixar personagens fortes na ilha justamente pra criar esse drama todo.

Aqui a gente descobre que, fora da ilha e de volta à civilização, Sayid é um assasino contratado por Ben (louco, mas eu adoro!) para matar pessoas que, pelo que eu entendi, têm alguma relação com todo o fuzuê da ilha. E alguém chamado de “Economista” está atrás de Sayid. Detalhes que merecem ser lembrados: Ben tem mais passaportes que o Jason Bourne e
trabalha em um consultório veterinário, é isso? Talvez tudo seja mesmo controlado pelo Vincent!

Agora, a informação mais interessante é que a Ilha tem algum tipo de anomalia temporal. O tempo parece passar mais devagar por lá. E agora é a hora em que eu oficialmente digo que vai ser impossível eles explicarem toda a série sem mencionar uma das duas coisas: viagem no tempo ou dimensões paralelas. E eu não me importo. Que venha mais!

Locke, Sawyer e Kate em Eggtown

Nunca gostei de episódios da Kate. Eu não gosto da Kate, acho ridículo como eles fazem da heroína da história só uma menina besta dividida entre dois amores e nada além disso e tentam me fazer acreditar que alguém como o Sawyer aceitaria ser tratado como ele é tratado por ela. Não, simplesmente não.

Tirando isso do caminho, a nova tendência da série é ter episódios bons. Assim, muito bons mesmo, do tipo que te faz parar o episódio no meio só pra ligar pra sua amiga, perguntar se ela já viu e dizer: Assiste porque é MUITO BOM! Isso antes do episódio terminar!

Flashfoward de novo, com o julgamento de Kate pelos zilhões de crimes que ela tinha cometido antes do acidente. Ela diz que não quer que “ele” esteja presente ao julgamento, mesmo que o advogado diga que é necessário. Já que “ele” (o filho de Kate, nós descobrimos mais tarde) não pode, o advogado resolve chamar Dr. Jack Sheppard para depor. É quando nós descobrimos (vocês tão percebendo que eu digo que a gente “descobre” alguma coisa em todo episódio? Sério, sou só eu que fico emocionada com isso? Nós descobrimos alguma coisa!), bom, nós descobrimos que eles têm toda uma história inventada sobre o acidente e o que aconteceu depois disso. Jack fala que apenas oito pessoas sobreviveram, Kate ajudou todos eles e eventualmente dois morreram e… Aí ele é interrompido por Kate porque até eu estava ficando meio desconfortável com a mentira que o Dr. Sheppard calmamente contava ao júri.

Kate eventualmente aceita um acordo oferecido pela promotora e é liberada sob 10 anos de condicional; saindo do tribunal, ela convida Jack até a casa dela, mas ele diz que não e Kate sabe que é porque ele não quer ver o bebê, mas para os dois ficarem juntos, não tem como o bebê simplesmente ser esquecido. Então, Jack? Quando você cansar de ser emo, liga pra ela, ok?

O grande momento “AHHHH” do episódio é quando nós descobrimos que o filho de Kate se chama Aaron. Agora, é o Aaron da Claire? Não sei. É o filho de Kate com Sawyer que se chama Aaron? Não sei também. Pode ser os dois. Se for o Aaron da Claire, ele conta como um dos Oceanic Six? Provavelmente sim.

Agora, tenho uma confissão a fazer: depois de três temporadas, eu finalmente me rendo ao Clube dos Adoradores de Locke. Ainda acho o cara um louco, mas ele é maravilhosamente louco e a cena em que ele coloca a granada na boca de Miles e oficialmente se apresenta é uma das minhas preferidas desde que a série começou!

Nem posso acreditar que já estou contando os dias pra próxima quinta-feira!

3 Responses to “Lost – 4X03 – “The Economist” e 4×04 – “Eggtown””


  1. 1 Thais Afonso fevereiro 27, 2008 às 9:09 pm

    A Ju, vamos nos unir do clube dos que não entendem o porquê da Kate ser protagonista. Ela é criminosa, mas é do bem. Fim de papo. Não tem muita profundidade, nunca faz nada de muito interessante e os dois melhores homens da Ilha babam por ela sem motivo.

  2. 2 Rubens março 5, 2008 às 12:31 pm

    Ju, essa parte é oficial (nao é spoiler): Aaron é o Aaron mesmo, filho de Claire. E obviamente que ele NÃO conta como um dos Oceanic Six, ja que nunca esteve na lista de passageiros… Da mesma forma Desmond, Juliet, Ben… nao contam.

    E sem soltar spoiler, voce está certa: os dois do Oceanic Six que nós ainda vamos conhecer são de importancia menor.


  1. 1 O que anda acontecendo nos blogs da Sociedade « Sociedade dos Blogs de Séries Trackback em fevereiro 27, 2008 às 1:17 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Tvlicious

Quem? Eu. A Ju, oras.

Quer reclamar ou dizer as milhões de razões pelas quais eu sou o máximo? tvlicious@gmail.com

Twitter

Páginas

a

Parceiros

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Blog Teorias LOST

Numbers

  • 70,950 hits

%d blogueiros gostam disto: