Grey’s Anatomy: lições de como se tirar uma série da lama

Ano passado, eu odiava Grey’s Anatomy. Não consegui assistir a todos os episódios, tinha ódio do pouco que via e amaldiçoava o dia que Shonda Rhimes decidiu que o programa era só dela e ela podia fazer o que quisesse com ele. Porque, até a duas temporadas atrás, eu adorava Grey’s Anatomy. Sim, a Meredith é chata e neurótica e é um novelão clássico, mas era bem feito. Era bem escrito. Me fazia chorar.

Já tinha desistido da série quando me aconselharam a dar outra chance. Melhorou, meus amigos me disseram, melhorou de verdade. E eles estavam certos.

O jeito que essa nova temporada começou me dá a impressão de que a série tentou apagar a temporada passada da sua existência. Izzie e George nunca existiram. Enfermeira Rose nunca existiu. Lição n.1 para se recuperar de uma fase negra: não cutuque demais o que não deu certo, não tente consertar, finja que nunca aconteceu e siga em frente. Alguém pede pro pessoal de Heroes anotar isso, por favor.

Os episódios voltaram a ser engraçados, que era o que eu sentia falta no meio de todo aquele dramalhão. Pra mim, o sinal mais claro de que a série entrou nos eixos de novo foi o momento que a Meredith deixa um rim cair no chão no meio de um transplante e a Dr. Bailey grita sobre a “regra dos 5 segundos”. Depois, tudo dá certo. Na temporada passada, eles fariam com que a cirurgia desse errado, a Meredith levaria uma bronca de todas os seus superiores e um arco de três episódios especiais mostraria a luta de Meredith para sobreviver depois que ela tentasse tirar um rim DELA MESMA para compensar seu erro, com participações especiais de todos os personagens que já morreram na série. Vocês duvidam?

Basicamente, a série voltou ao seu começo de não se levar tão a sério. Pra mim, o que mais irritava nesse “período sombrio” era ver a tentativa desesperada de deixar a série mais relevante do que ela realmente é, criando uns conflitos bestas e umas estórias sem pé nem cabeça, tendo o romance da Izzie e do George como o grande exemplo: era desnecessário, surgiu do nada e ninguém entendeu.

É uma série sobre médicos que dormem uns com os outros. Não é primeira e nem vai ser a última. Mas voltou a ser super divertido!

0 Responses to “Grey’s Anatomy: lições de como se tirar uma série da lama”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Tvlicious

Quem? Eu. A Ju, oras.

Quer reclamar ou dizer as milhões de razões pelas quais eu sou o máximo? tvlicious@gmail.com

Twitter

Páginas

a

Parceiros

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
Blog Teorias LOST

Numbers

  • 70,960 hits

%d blogueiros gostam disto: